Movimento Brasil 200 dá início aos primeiros trabalhos do ano em Brasília

O Movimento “Brasil 200”, grupo apartidário composto por empresários e líderes da sociedade que defendem uma agenda liberal para a economia brasileira, com o objetivo de destravar investimentos no país, inicia os primeiros trabalhos do ano nesta sexta-feira (1/2), durante um encontro em restaurante da capital federal.

Em 2019, o movimento conta com a presença da deputada federal Joice Hasselman (PSL/SP), a parlamentar mais votada do país, na presidência do conselho. O grupo tem também uma nova equipe diretora.  O primeiro encontro do ano traçará as ações iniciais que o movimento pretende encaminhar ao governo federal. Além disso, no sábado (2/2), os principais líderes do movimento darão início às reuniões.

O grupo liberal, que visa diminuir a presença do Estado nos assuntos econômicos, conta com figuras de peso como Edgar Corona, fundador da Smart Fit e dono do Grupo Bio Ritmo; Luciano Hang, empresário catarinense e fundador da Havan; Roberto Justus, que é administrador, publicitário, empresário e apresentador de televisão; além de Flávio Rocha, empresário e CEO da rede Riachuelo e da Midway Financeira. Rocha é o fundador do “Brasil 200”.

Ao Correio, Gabriel Kanner, presidente do “Brasil 200” e porta-voz executivo do movimento, disse que as perspectivas de empresários que integram o grupo são positivas em torno da agenda econômica a ser executada pelo governo em 2019. “Estamos muito otimistas.

Nos encontramos em Brasília para acompanhar a cerimônia de posse do Congresso e tivemos várias reuniões nas quais o clima era muito bom. Percebemos um clima de compromisso com o Brasil, onde a troca de informações é muito grande entre ministérios, além da busca por essa interlocução com o setor produtivo”, disse.

Questionado sobre a presença de Joice Hasselman na presidência do conselho do grupo, Kanner explica o motivo. “Temos uma relação muito boa com a Joice desde a nossa primeira conversa. Ela tem uma visão muito alinhada com a nossa. Nosso objetivo é de que ela seja responsável por trazer essa força política.

Ela é o nosso braço político”, disse. Segundo ele, o movimento visa construir vários grupos de estudos, ou seja, comitês temáticos de diferentes assuntos, com o intuito de produzir políticas públicas. “Assim, a Joice levaria ao Congresso nossas pautas, como forma de avançarmos com os temas. Ela tem muita força política”, analisou.

Em dezembro passado, o movimento “Brasil 200” lançou campanha para criar 1 milhão de empregos em 2019. Segundo Kanner, o grupo objetiva instituir novas ações neste ano. “Iniciamos a campanha ‘Empregue+1’, mobilizando empresários. É um voto de confiança que eles estão dando, ao acreditar no Brasil, mas precisamos que o Congresso faça sua parte, avançando na reforma da Previdência e no assunto tributário”, esclareceu.

O porta-voz executivo do “Brasil 200” também antecipou ao Correio as novas empreitadas do movimento. “Acabamos de sair de uma reunião do Ministério do Desenvolvimento Social, em parceria com o Ministério da Cidadania, com o intuito de instituir uma campanha que capacite e entregue, ao mercado, pessoas beneficiárias do Bolsa Família e que estão prestes a deixá-lo. Nosso objetivo é de que, no futuro, o benefício já não seja mais tão necessário, fazendo com que os indivíduos possam ter maior autonomia e não mais serem dependentes do Estado”, antecipou.

CB

Você pode gostar...