Michelle Bolsonaro e Rosângela Moro participam de evento sobre doenças raras com Damares

.

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, anunciou nesta quinta-feira a criação da Coordenação Nacional dos Raros, que vai funcionar dentro da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Também participaram do evento a primeira-dama Michelle Bolsonaro e a advogada Rosângela Moro, mulher do ministro da Justiça, Sergio Moro.

— A inclusão e qualidade de vida das pessoas com síndromes e com doenças raras, além das pessoas com surdez e outras deficiências, com quem me identifico tanto, são a minha bandeira, esta é a minha luta. Reafirmo aqui que o Poder Público pode e deve agir ainda mais por estas pessoas no estudo e na disseminação do conhecimento sobre essas doenças e síndromes — afirmou Michelle.

O anúncio da coordenação foi feito na sede do ministério, em Brasília, durante o Fórum de Discussão com a Sociedade Civil e o Governo Federal sobre Síndromes Raras.

Damares, por sua vez, ressaltou que o encontro era o primeiro de muitos e que outras estruturas do governo também vão se envolver com a temática.

— A caminhada começa aqui, mas os temas serão discutidos e abraçados por todos os ministérios. Não importa onde começa, mas eu me sinto honrada por ter começado aqui. Eu acredito que o debate inicial está na casa certa — disse a ministra, que classificou o momento como “histórico”. — Este é um momento histórico, no qual o ministério recebe todos aqui presentes com respeito, carinho e amor. Eu acredito que este é o início de uma grande jornada. Este encontro foi sonhado, foi muito esperado.

Você pode gostar...